01/03/2014

RESENHA #19: A casa do escorpião (Nancy Farmer).

Olá leitores,

Prontos para mais uma resenha? É a última que eu tenho pra postar, ai só depois que eu terminar minha leitura atual. O livro de hoje é esse cujo é o título do post. Ele foi comprado pela minha irmã em 2005, pra dar de presente pro nosso pai, coloquei ele na minha lista de leitura porque quero ler todos os livros que eu tenho. Como diz aqui no livro, trata-se de uma ficção futurística que aborda temas como drogas, clonagem, preconceito, imigração clandestina, escravidão, tirania e relações. A leitura foi bem legal, achei que eu fosse cansar, enjoar, mas me interessei bastante, só quando foi chegando no final que eu fui me cansando um pouco.


Título: A casa do escorpião
Autora: Nancy Farmer
Editora: ARXJOVEM
Número de Páginas: 350
Nota: 4,5/5

Sinopse: Desde que Matt nasceu, sempre foi visto com uma aberração, pois era o clone de El Patrón, poderoso senhor das drogas e governante absoluto de Ópio, país localizado entre os Estados Unidos e Aztlán, antigo México. Matt vivia escondido em uma casa com sua "babá" Celia, que se não trabalhasse para El Patrón quando tentou entrar ilegalmente no país, seria transformada em uma espécie de zumbi. Matt saiu pela primeira vez de casa ao cinco anos, quando conheceu María, que se torna sua melhor amiga, e seus futuro inimigos, Emilia, Steven e o perverso Tom.
Ao se machucar, Matt é levado para a fazenda de El Patrón, onde é aprisionado. Graças à ajuda de Celia e do sombrio Tam Lin, Matt consegue crescer com relativa liberdade e enfrenta intensos perigos até finalmente ter consciência do que é a vida fora da fazenda - e esse será justamente o seu maior desafio.

Resenha: Esse livro foi comprado em 2005, podem acreditar! Porém, não fui eu quem comprou, e sim, a minha irmã, que deu de presente pro nosso pai. Enfim, agora ele faz parte da minha coleção e eu já quis incluí-lo logo na minha fila de leituras. O livro se trata da história de Matteo Alacrán, um menino normal, até então, mas diferente. Ele é um clone! Um clone do, também chamado, Matteo Alacrán, o senhor das drogas. Matteo, ou Matt, passa a sua infância, os primeiros 5 anos de sua vida isolado na casa da Celia, que ele considera como mãe. Celia é a cozinheira da Casa Grande. Mas, um belo dia, Matt consegue fugir, depois que recebe uma visita inesperada em sua janela, de María, Emilia e Steven. Mas na tentativa de fugir, ele se machuca e logo é levado para Casa Grande, e é tratado normalmente até que descobrem que ele é um clone. E aí todos passam a ignorá-lo, menos María, e Celia, claro. Um belo dia, Matt descobre um grande segredo, que dá todo sentido ao porquê dele ter sido criado, educado como uma pessoa normal e ser o clone do senhor das drogas. E depois que ele descobre, resolvi fugir para bem longe. E aí começa uma pequena aventura, com algumas surpresas no meio, e um final que eu achei bem legal, me deixou bem feliz e com um gostinho de quero mais. Sim, eu dei 4,5 pra leitura porque bem nos últimos capítulos, eu fui começando a ficar um pouquinho cansada de ler, como se o livro não quisesse terminar nunca, rs. Mas eu gostei sim, e recomendo.


Então, queridos leitores, por hoje é isso! Espero que tenham gostado da minha resenha, mais tarde devo tirar uma foto dos livros que li no mês de Fevereiro e amanhã postarei aqui pra vocês, ok? Não se esqueçam de comentar, e também seguir o blog.

Beijos e até a próxima. Voltem sempre!

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Nossa! 2005! hahahah
    Gosto dessas histórias com clone! Parece interessante esse livro, não o conhecia rs

    ps: vi seu blog na lista do grupo no facebook, blogueiros literários! :D
    Seguindo e curtindo :D
    Beijinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©