07/01/2014

Parceria + RESENHA #4: Yohana Sanfer.

Olá queridos leitores,

Hoje o post é sobre parceria, mas também com uma resenha maravilhosa para vocês. Hoje vou apresentar para vocês a Yohana Sanfer, autora do livro "Da boca pra dentro". Pra quem viu meu Top10, sabe que esse livro levou medalha de bronze. Vamos conhecer mais sobre a autora e seu livro?




Biografia: "Yohana Sanfer é taurina, vascaína e tem vinte e muitos anos. Formada em Serviço Social pela UFF e refém das letras porque não se contenta com a vida em preto e branco. Escreve no blog Papel, Palavra, Coração e é colunista do Curta Crônicas. Da boca pra dentro é sua primeira publicação literária e uma tentativa de eternizar no papel, os sentimentos e sonhos que não cabem no peito."






Título: Da boca pra dentro
Autor(a): Yohana Sanfer
Gênero: Prosa/Crônicas
Ano: 2013
Editora: Vermelho Marinho
ISBN: 978-85-8265-013-4

Sinopse: "Mas quantas e quais são as coisas que dizemos depois de consultar o coração? Um punhado de essências, um milhão de desejos, um infinito de verdades? Pra onde vai e de onde vem tudo aquilo que nos importa, esse tudo que é grande e traduzido pelas palavras que não cabendo no peito, transbordam corpo, alma e nossas certezas? Minha suspeita: da boca pra dentro. São da boca pra dentro todos os beijos que respondem um anúncio de dúvida, toda saudade confessada durante o abraço, o elogio inevitável, o desabafo acolhido por um olhar, a palavra engasgada e denunciada pelas lágrimas, o grito que transgride a calmaria.(...) Moram da boca pra dentro nossos silêncios falhos, nossas falas eternizadas na lembrança de alguém, o sentimento entregue num agradecimento, numa saudação sincera, numa notícia boa, numa declaração de amor." (Trecho da crônica "Da boca pra dentro").
Um livro que reverencia o amor, os sonhos, os quereres e traz outros olhares sobre o cotidiano.

Resenha: O que dizer desse livro de crônicas maravilhosas? Como a minha amiga Biula, do blog Carpe Diem postou, todas as crônicas foram Da boca(direto) pra dentro(do meu coração! Cada página virada era um suspiro, um pensamento. É um livro doce, mas sem ser enjoativo. Eu me identifiquei muito com várias crônicas, mas duas em especial me cativaram de verdade, postarei trechos aqui pra vocês sentirem um gostinho de como esse livro é realmente bom. Quem viu meu post com o Top10 de livros lidos em 2013, viu que esse livro levou a medalha de bronze, então: super recomendo!

"Eu encontrei com a criança que eu fui essa semana e perguntei se ela gostaria de estar aqui no mundo em que estou. A resposta foi certeira e negativa. Disse que não, porque lamenta o descaso, o desrespeito, a violência e o medo do tempo presente. Prefere morar em cheiros, imagens, sentimentos e memórias. Disse que ficará onde está, resguardada na lembrança e no sonho de um tempo bom até que suas esperanças e direitos parem de ser tratados como brincadeira... de criança." (Trecho da crônica "A criança que eu fui", página 15)

"Você busca, sente, luta, vive, se esforça, se cuida, se dedica, se entrega, se organiza e espera que no fim tudo dê certo? Tomara.
Tomara que a vida realmente aconteça na sua vida. Que você tenha motivos pra sorrir sem motivos, causas para se doar e amigos para contar.
Tomara que a paz ande sempre de mãos dadas com as verdades, que chova alegria no seu quintal e que a chuva lhe convide pra dançar.
Tomara que seu rumo mude se tiver de mudar e que tudo que vier do coração, permaneça. Que os seus sonhos sejam sempre maiores que o seu medo e que sua fé não se abale ao longo das perdas.
Tomara que você tenha força pra enfrentar injustiças e esperanças pra nadar contra a correnteza. Que o egoísmo e a ganância mudem de nome e endereço. Que a harmonia seja o seu lar.
Tomara que o melhor lhe aconteça. Que a caminhada valha os teus passos e que o futuro lhe contemple com abraços grandes e sorrisos largos.
Tomara que não lhe falte a música, a poesia, a paisagem bonita. Que pelo menos uma vez você perceba Deus nas pequenas coisas e reconheça a sua voz.
Tomara que dê tempo, que não lhe falte amor, que lhe sobre saúde e que você tenha sorte. Que suas dores sejam breves, que seus pesos sejam leves e que sua vontade de ser feliz seja uma teimosia.
E se a tristeza chegar sem ser convidada, não se cale.
Relaxe e repita comigo: tomara, tomara que ela caia." (Trecho da crônica "Tomara", página 152)

Nota: 5/5


Redes Socias:

Blog Papel, Palavra, Coração
Facebook da autora
Fanpage "Da boca pra dentro"
Instagram da autora
Twitter da autora

Para adquirir o seu exemplar de "Da boca pra dentro", basta entrar em contato com a autora através do e-mail: yosanfer@yahoo.com.br


Então é isso, meus queridos leitores. Espero de verdade que vocês tenham gostado do post de hoje, e me desculpem se ele ficou um pouco grande, rs.


Beijos, e até a próxima.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, flor, tudo bem? Ainda não conhecia essa autora e me interessei bastante pelo livro. Eu amo crônicas e, como gosto de escrever, é sempre bom ler mais delas, né? :)
    Parabéns pela parceria! Fico tão feliz com novos parceiros, é sinal que estamos crescendo e sendo reconhecidas.

    Beijos,
    Isa - www.entreparagrafos.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog! Seguindo, claro! Voltarei mais vezes.
    Beijos,
    Isa
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©